Planejamento financeiro para pequenas empresas: o principal que você precisa saber

Você certamente já ouviu/leu que ter um bom planejamento financeiro é essencial para o sucesso de uma empresa. O que nem todos os empreendedores sabem é que, no caso dos pequenos negócios, isso é ainda mais verdadeiro.

A explicação está no fato de que, em se tratando de empresas menores, qualquer descuido em relação às finanças pode ser irremediável, levando ao encerramento das atividades.

Com base nisso, preparamos este artigo para ajudar você a seguir o caminho oposto. Ou seja, manter um planejamento financeiro eficiente, que sirva como alicerce para o crescimento da sua empresa.

Para isso, apresentaremos abaixo algumas estratégias inteligentes que, se adotadas adequadamente, certamente levarão ao sucesso neste objetivo. Uma delas, inclusive, significa um verdadeiro rompimento com os caminhos tradicionais, pois minimiza o risco de endividamento. 

Vamos lá?

Planeje-se para manter uma gestão rigorosa e otimizada do fluxo de caixa

Quando o assunto é planejamento financeiro, um dos pontos-chave é o fluxo de caixa. Sem uma gestão cuidadosa e otimizada, ele pode se tornar um grande problema. Por isso, é essencial manter o rigor em relação a algumas ações:

  • Acompanhamento minucioso das entradas/receitas e saídas/despesas;
  • Análise dos resultados (mensal, semestral e anualmente); e
  • Manutenção de um sistema eficiente de cobrança, evitando a inadimplência e assegurando a saúde financeira.

Para facilitar essas questões, aproveite ao máximo as ferramentas tecnológicas disponíveis, em especial as gratuitas.

Explore o valor da análise de dados/métricas

Atualmente, graças aos avanços tecnológicos (aplicativos, softwares e ferramentas dedicadas), é possível coletar, armazenar e analisar absolutamente todas as métricas e dados relativos às finanças de uma empresa.

Isso gera um valor inestimável para o empreendedor, que pode obter, de maneira rápida e fácil, informações e insights relevantes. Sendo que eles podem ser utilizados para:

  • Acelerar e dar mais precisão à tomada de decisão;
  • A implementação de ajustes visando melhores resultados; e
  • A identificação de aspectos que podem ser usados como diferenciais de mercado.

Dê adeus aos empréstimos (substitua-os pelo factoring)

A eventual busca por crédito é, naturalmente, algo a ser considerado no planejamento financeiro. Porém, um erro que muitos empreendedores cometem é achar que as únicas opções são os empréstimos e financiamentos.

Isso é um equívoco porque existe uma alternativa que minimiza o risco de endividamento. Trata-se do factoring.

Por meio da antecipação de recebíveis, ele torna possível a obtenção de capital para os negócios arcarem com seus compromissos ou realizarem investimentos. Para conhecer essa opção de maneira mais abrangente, leia este artigo.

O ponto-chave é que, ao antecipar recebíveis, sua empresa obtém recursos que já pertencem a ela. Dessa forma, é viável responder às demandas por crédito de maneira muito mais saudável.

Por isso, abandonar os tradicionais empréstimos e dar preferência ao factoring é uma decisão inteligente e com inúmeros benefícios. Na prática, trata-se de algo valioso para ter um planejamento e uma realidade financeira mais flexível e com melhores perspectivas.

Inclusive, como você pode conferir neste conteúdo, o factoring pode ser um importante aliado na estratégia de crescimento da sua empresa.

Considerando todas as vantagens de optar por essa possibilidade, que tal escolher um parceiro com quase 3 décadas de atuação e uma estrutura sólida para realizar as suas operações de antecipação de recebíveis? Clique aqui e conheça as soluções da Credere Consultoria e Fomento Mercantil!

Compartilhar: